Pilates

O Pilates é um método composto por exercícios físicos e alongamentos que utilizam o peso do próprio corpo na sua execução. Além disso, o Pilates é também uma técnica de reeducação do movimento que visa trabalhar todo o corpo, trazendo equilíbrio muscular e mental.

O Método trabalha vários grupos musculares ao mesmo tempo, através de movimentos suaves e contínuos, com ênfase na concentração, no fortalecimento e na estabilização dos músculos centrais do corpo (abdômen, coluna e pelve).

Por isso, o Pilates mistura um treino de força e flexibilidade que ajudam a melhorar a postura, alongar e tonificar os músculos sem exageros. Os exercícios do Pilates têm por objetivo focar na qualidade dos movimentos, ao invés da quantidade, deixando o praticante revigorado após a prática. Os movimentos do Pilates priorizam o equilíbrio, assim nenhum grupo muscular fica sobrecarregado e o corpo trabalha de forma mais eficiente qualquer movimento, desde atividades do dia a dia até a prática esportiva.

Os seis princípios do Pilates

Todo o Método está baseado em seis princípios que pretendem devolver ao homem uma movimentação mais espontânea e consciente sendo eles: o centro de força (core), a concentração, o controle, a fluidez de movimento, a precisão e a respiração.

1º Centro da Força: também pode ser conhecido como “Power House”, casa de força ou simplesmente centro.

É um conjunto de músculos que são responsáveis pela sustentação da coluna e dos órgãos internos. Quando você realiza o fortalecimento desta musculatura, você proporciona a estabilização do tronco e um alinhamento biomecânico com menor gasto energético. Os músculos que ganham esta fortificação são: as quatro camadas do abdômen (reto abdominal, oblíquo externo, oblíquo interno e transverso do abdômen), assoalho pélvico, eretores profundos da coluna, flexores e extensores do quadril. Além dos movimentos em si, a prática da respiração ajuda muito no fortalecimento desta musculatura.

2º Concentração: conforme dito pelo criador do Pilates, Joseph Pilates, É a mente que guia o corpo, por isso, é importante dar atenção e importância de todas as partes do corpo para que o movimento seja realizado com a maior eficiência possível.

Desta forma, quando você utiliza a concentração, sua mente transforma um pensamento em movimento, realizando os movimentos do Método de forma eficaz para o corpo.

3º Controle: este princípio é o melhor recrutamento para obter uma musculatura desejada, pois a partir do momento em que você possui controle, seu corpo garante um padrão suave e harmônico de movimento.

Além disso, o aprendizado motor dos movimentos (controle), também faz parte dos objetivos e benefícios do Pilates e está diretamente relacionado com o princípio da Concentração.

4º Fluidez: este princípio é responsável por ajudar na leveza dos movimentos, permitindo a utilização apenas da energia necessária para o movimento, sem desperdício.

Os movimentos não têm início, meio ou fim. Desta forma, o organismo aproveita a fase concêntrica e excêntrica dos exercícios, resultando num treino equilibrado e funcional e protegendo os tecidos de possíveis desgastes prematuros.

5º Precisão: este princípio diz respeito ao refinamento do controle e equilíbrio dos diferentes músculos envolvidos num movimento, sem gasto desnecessário de energia a partir de contrações inadequadas, sejam elas exageradas ou deficientes.

6º Respiração: a respiração deve ser sempre coordenada com o movimento para que os movimentos possam trazer todos os benefícios proposto pelo Método.

Quando você trabalha a respiração no Método Pilates, a expiração deve ser forçada e a inspiração deve ser o mais natural possível. Esse mecanismo utiliza a musculatura profunda do abdômen (oblíquos e transverso do abdômen), além do assoalho pélvico e eretores profundos da coluna (principalmente os multífidos). A ativação desta musculatura promove uma melhor estabilização da região lombo-pélvica durante o exercício.

A inspiração deve ser enfatizada lateralmente e posteriormente, ou seja, tridimensional, o que otimiza as trocas gasosas, melhorando a oxigenação dos tecidos e a capacidade pulmonar. Este é o principal princípio e está presente em qualquer escola ou linha de formação.

Além disso, a respiração adequada favorece a organização do tronco, a sustentação lombo-pélvica e o relaxamento da musculatura inspiratória acessória dos ombros e do pescoço. Sendo assim, podemos dizer que o Pilates é um Método composto por movimentos que trazem diversos benefícios para o ser humano, independentemente da fase de vida em que ela está passando.